Caminho da Liberdade (The Way Back) 2010

Posted on 10/04/2011 por

5


Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, um grupo de prisioneiros consegue escapar de um campo de trabalhos forçados na Sibéria. Mas eles tem como principal adversário a natureza, em uma caminhada de mais de 7.000 quilômetros para se verem livres do regime stalinista.

Comentários: O celebrado diretor australiano Peter Weir (de “Mestre dos Mares”, “O Show de Truman”, “Sociedade dos Poetas Mortos”, “Gallipoli” e tantos outros filmes memoráveis) traz em seu filme mais recente uma história de fuga baseada em fatos reais.

O personagem principal, Janusz Wieszczek (Jim Sturgess, de “Across the Universe” e “Heartless”), é um cidadão polonês enviado a um Gulag após ter sido delatado como espião contrário ao regime soviético por sua mulher, torturada.

Ao chegar na prisão – um campo de trabalhos forçados no meio da Sibéria – Janusz e os demais prisioneiros novatos são alertados que, ainda que consigam escapar dos guardas, não irão muito longe, pois além da recompensa oferecida aos camponeses, as condições climáticas da região e as enormes distâncias constituem um obstáculo intransponível.

Janusz conhece outros prisioneiros, dentre eles o americano “Mr. Smith” (Ed Harris) e o ladrão e assassino russo Valka (Colin Farrel). Após idealizarem um plano de fuga, eles o colocam em ação, conseguindo sair do campo. Agora o grupo precisa enfrentar as agruras do clima siberiano para tentar chegar à fronteira com a Mongólia. Mas eles não imaginam que os países ao sul estão alinhados ao comunismo soviético, o que acaba extendendo a viagem de busca da liberdade em alguns milhares de quilômetros.

A palavra chave desse filme é natureza. Numa mistura de “Survival” com “A prova de Tudo” (programas que mostram o ser humano tentando sobreviver no meio selvagem), com a chancela da National Geografic Entertainment (uma das produtoras responsáveis pela película), Caminho da Liberdade é um verdadeiro deleite para os apreciadores de história e geografia. Situado no contexto histórico da invasão da polônia na Segunda Guerra Mundial e da expansão do comunismo soviético, somos levados a testemunhar uma mudança radical nas paisagens naturais durante a jornada dos fugitivos: das florestas congeladas da Sibéria ao verdejante norte da Índia, passando pelo chuvoso litoral do lago Baikal, pelos desertos escaldantes da Mongolia e norte da China, e pelos aparentemente intransponíveis Himalaias. Todo esse percurso de mais de 7.000 quilômetros é feito à pé, e raros são os contatos com outros seres humanos habitantes dessas regiões – afinal, os fugitivos não estarão a salvo de serem presos até encontrarem um país fora da influência soviética.

Apesar das estonteantes paisagens apresentadas e dos bem trabalhados conflitos humanos entre os membros do grupo, o filme peca por seu andamento acelerado em determinadas passagens, causando a impressão de ter sofrido muitos cortes para caber no comercial formato de duas horas de duração. E o final, ao meu ver, deixa a desejar, não pelo conteúdo, mas pela forma como foi retratada a passagem do tempo depois da chegada à Índia, acrescido de certa dose pieguice da cena do reencontro do personagem principal com sua mulher décadas depois.

Apesar de alguns tropeços, Caminho da Liberdade é um grande filme que não merecia a pouca atenção que recebeu no último Oscar, onde teve uma única indicação na categoria “melhor maquiagem”. É sem dúvida uma experiência cinematográfica bem mais interessante do que outros oscarizáveis que concorreram nas categorias principais e que quase levaram o grande prêmio.

Nota:

Ficha Técnica:

Título Original: The Way Back
Título Nacional: Caminho da Liberdade
Direção: Peter Weir
Elenco Principal: Jim Sturgess, Ed Harris, Colin Farrell, Saoirse Ronan, Dragos Bucur e Gustaf Skarsgård.
Ano: 2010
País: EUA
Duração: 133 min