Gente Grande (Grown Ups) 2010

Posted on 22/01/2011 por

0


O Saturday Night Live (SNL) é um dos programas mais duradouros da televisão americana e já está em exibição por impressionantes 35 anos. O programa sempre se mostrou como um verdadeiro celeiro de grandes comediantes, muitos dos quais além de atuarem também contribuíam roteirizando quadros para o show. Passaram por lá grandes atores cômicos como Eddie Murphy (69 episódios, 1980-1984), Bill Murray (79 episódios, 1977-1999), Chevy Chase (52 episódios, 1975-2007), James Belushi (32 episódios, 1983-1985), Dan Aykroyd (98 episódios, 1975-2009), entre outros.

Contudo, o sucesso na TV americana nem sempre refletiu em bons resultados no cinema, tendo diversos comediantes egressos deste programa fracassado solenemente quando se aventuraram nas bilheterias de Hollywood.

Um dos atores que melhor realizou essa transição foi o Adam Sandler, que após abandonar o programa emplacou diversos filmes com sucesso de bilheteria, ainda que a grande maioria de seus filmes, apesar de seu carisma pessoal, não passam de besteiróis que apenas agradam o público americano.

Em Gente Grande (Grown Ups no original), Adam Sandler interpreta Lenny Feder, agente de cinema bem sucedido, que após receber a notícia da morte do treinador da equipe de basquete que jogava quando criança, reencontra-se com seus amigos e parceiros de time. Durante um final de semana em uma casa na beira do lago, os personagens reúnem suas famílias e relembram de como a vida era mais simples e alegre antes do distanciamento trazido pelas responsabilidades da vida adulta e da maturidade.

Nesse reencontro, Lenny aproveita para resgatar os laços de amizade e certos valores para sua família que ficaram perdidos com o seu estilo de vida glamouroso de Hollywood. Seus filhos só tomam água importada e  se comunicam com a empregada por mensagens de texto do celular. A sua esposa é designer de roupas e prefere desfiles em Milão à peça escolar de sua filha. A viagem acaba funcionando como uma divertida terapia de grupo onde cada um dos amigos enfrenta seus próprios problemas.

Adam Sandler, que também assina o roteiro do filme, repete mais uma vez a dobradinha com o diretor Dennis Dugan (trabalharam juntos em diversos filmes como “Um maluco no golfe”, “O Paizão” e “Eu os Declaro Marido e… Larry”) e para dar maior credibilidade a sua história, convocou nada menos do que uma seleção de astros da sua época de Saturday Night Live, que, da mesma maneira que os personagens do filme, juntam-se após um longo período afastados do programa da TV.

O quinteto de amigos é composto, além de Sandler, por Rob Schneider, David Spade, Chris Rock e Kevin James (o único que não foi descoberto no SNL, mas que também teve sua origem na TV americana com o sitcom “The King of Queens”). A química entre os atores realmente salta aos olhos e nos faz acreditar que os personagens efetivamente se conheciam desde a época que jogavam basquete infantil.

Um dos destaques deste filme é a participação especial de Steve Buscemi, figura que de tão pitoresca é capaz de arrancar risadas com meros gestos e olhares. Além disso, o filme é repleto de pequenas participações de outros antigos integrantes do SNL, o que acaba trazendo um sentimento de nostalgia para aqueles que são fãs do programa e contribui bastante para o aproveitamento do filme.

Apesar de nem sempre funcionar como uma boa comédia, repetindo diversos clichês do gênero e com apenas poucos momentos realmente engraçados, o grande mérito do filme e o que o torna agradável é o seu sentimento de camaradagem, nos lembrando da importância da amizade verdadeira, imune aos efeitos deletérios do tempo e da distância.

Nota:

Posted in: Comédia